Reunião no Quilombo Boa Esperança sela parceria visando produção de água através do convênio PSA

Na última sexta-feira o Innatus foi recebido na comunidade quilombola Boa Esperança, localizada no município de Areal, RJ. O objetivo da visita foi apresentar o projeto de Pagamento de Serviços Ambientais que será realizado nos próximos dois anos sob coordenação do Innatus, beneficiando esta localidade com o aumento da produção de água.

O biólogo José Carlos Marques, presidente do Innatus, e uma equipe de mais três profissionais de áreas multidisciplinares foram ouvidos atentamente por representantes do Boa Esperança. José Carlos fez uma breve apresentação do Innatus, da nossa metodologia de trabalho e das etapas do projeto. Também explicou que a comunidade Boa Esperança será atendida com a plantação de árvores nativas no entorno das nascentes que abastecem a população, a pecuária e a agricultura locais. O projeto prevê também a implantação de viveiros demonstrativos e a capacitação de comunitários para a produção de mudas e o reflorestamento. O grupo se declarou satisfeito com a iniciativa e se colocou à disposição para colaboração com o projeto.

Foi então definida uma agenda de próximos passos e, ao final da reunião,  um delicioso café nos foi oferecido, engrenando em agradável conversa. Foi então que os moradores do quilombo nos contaram histórias do local e nos mostraram objetos e tradições herdados dos fundadores do quilombo. Para surpresa da equipe, logo em seguida um delicioso almoço nos foi oferecido, selando assim o início de nossa parceria, da qual o Innatus muito se orgulha. De sobremesa, degustamos a rapadura e o melado produzidos no local e elaborados com a técnica que também foi passada de geração para geração.

Nós do Innatus agradecemos  pela acolhida tão atenciosa. O dia foi gratificante e selou de maneira muito agradável o início desta parceria.

Areal, 7 de agosto de 2015

Débora Santos Menezes

Sobre as fotos produção de cana: Mesmo utilizando equipamentos mais modernos para moer a cana, o moinho que hoje possui estrutura em cimento e engrenagens de metal, sendo puxado por um trator, já foi todo de madeira, puxando por uma mula. Mas o local onde é realizada a moeção, o tacho de cobre e a técnica utilizada são as mesmas.

 

 

O convênio de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA-Hídrico) tem por objetivo promover ações de restauração e conservação florestal em áreas prioritárias da Região Hidrográfica IV, visando a produção de água em maior quantidade e qualidade. O Instituto Nacional de Tecnologia e Uso Sustentável (INNATUS) é a instituição responsável pelo projeto que contempla os municípios de Paraíba do Sul, Areal e Paty do Alferes. Este convênnio PSA foi assinado em 30/07/2015 pelo Presidente do Comitê Piabanha, Paulo de Souza Leite, o Diretor-Presidente da Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (AGEVAP), André Marques, o Prefeito de Areal, Flávio Bravo, o Prefeito de Paraíba do Sul, Márcio de Abreu, e a Secretária de Meio Ambiente de Paty do Alferes, Margarida Soares. 

Veja aqui a íntegra da notícia da assinatura do convênio, publicada pelo site do Comitê Piabanha.